sábado, 18 de janeiro de 2014

Historia do Municipio de Baia Formosa, RN


 Foto:kalfotografias.blogspot.com.br

 A história de Baía Formosa começou com a construção de um porto de embarcações. Esse porto originou um núcleo de pescadores e estava localizada na única baía do Rio Grande do Norte. No século XVIII, o tal lugar serviu como sendo uma área de veraneio para a família Albuquerque Maranhão e fazendeiros de lugares próximos. Em 1877, ocorreu a chamada "matança de agosto", que se constituiu em um episódio onde o dono de uma área teria ido a um vilarejo, junto com um grupo armado, com a finalidade de tentar expulsar os moradores daquele lugar. Nesse contexto, surgiu a figura de Francisco Magalhães, que, juntamente com outros quatorze homens armados, conseguiram resistir aos agressores. O episódio foi comandado por João Albuquerque Maranhão, latifundiário e dono do Engenho Estrela, e se resumiu em uma horrível luta que resultou na morte de seis pessoas e na prisão e julgamento do comandante da chacina.  
    No final do século XIX, foi construída uma capela no local, tendo como padroeira a Imaculada ConceiçãoAlém disso, também foram criados e anexados ao município de Canguaretama os distritos de Baía Formosa e Vila Flor.
    O povoado do distrito começou a crescer, tendo como base econômica a a lavoura e a pesca. Em 1933, o distrito de Baía Formosa, que havia sido criado em 1892 e pertencia ao município de Canguaretama, foi extinto, juntamente com o distrito de Vila Flor, sendo que depois ambos os distritos foram recriados, mas em datas diferentes (o distrito de Vila Flor, que depois teve seu nome alterado para "Flor" e depois o nome voltou a se chamar "Vila Flor", foi recriado em 1938, enquanto o distrito de Baía Formosa foi recriado somente quinze anos depois). Finalmente, em 1958, o distrito de Baía Formosa foi desmembrado do município de Canguaretama, tornando-se novo município do estado do Rio Grande do Norte, por força da lei estadual n° 2338. O nome do município faz a referência à sua localização estratégica, no extremo leste potiguar e em uma bela enseada que forma a única baía do estado.
 

Baía Formosa é um município brasileiro no extremo leste do estado do Rio Grande do Norte. Pertencente à microrregião do Litoral Sul e à mesorregião do Leste Potiguar, localiza-se a sul da capital do estado, distando desta noventa quilômetros.[1] Ocupa uma área de 245,510 km², sendo que apenas 0,3682 km² estão em perímetro urbano, e a população do município foi estimada no ano de 2011 em habitantes, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sendo então o 77º mais populoso do estado.
 Com uma temperatura média anual de 27,5 ºC, na vegetação do município predomina a caatinga hiperxerófila. Quanto à frota de veículos, foram contabilizadas 887 unidades em 2010. Com uma taxa de urbanização de 83,14% (2010), o município contava, em 2009, com oito estabelecimentos de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M) é de 0,643 (2000), considerado como médio pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o 57° maior a nível estadual.

fonte: Wikipedia.org

Site e Blogs Colaboradores